Aprendendo a silenciar

Calar não é sinal de fraqueza

“Com toda humildade, mansidão, e com paciência, suportai-vos uns aos outros no amor, solícitos em guardar a unidade do Espírito, pelo vínculo da paz” (Efésios 4, 2-3).  Para vivermos em paz devemos exercitar a humildade e a caridade.

Já ouvi muitas pessoas falarem que: ” quem cala consente!”. Nem sempre, geralmente, quem cala não quer briga. Vejo muitos perdendo amizades e, até o casamento, por não conseguir se calar na hora certa ou mesmo ceder.

Irmãos, devemos silenciar o tumulto que a raiva causa dentro de nós. Calar não é sinal de fraqueza, nem que você esteja perdendo, e sim sinal de que se quer a paz. A humildade passa pelo silenciar e a caridade está em não falar coisas que possam machucar a outra pessoa. 

Vamos rezar com essa palavra no dia de hoje e pedir a Deus estas grandes graças: Humildade, mansidão e caridade.

O Senhor te abençoe!
Seu irmão,

Wellington Jardim (Eto)
Cofundador da Comunidade Canção Nova e administrador da FJPII

Adquira o novo livro de Wellington Jardim (Eto):