Deus é presente em nossa vida

Podemos gritar por Deus nos momentos de dificuldades

Apesar de cometermos pecados, Deus mantém os olhos fixos em nós, para não perdermos Seu amor: “Ele é o nosso auxílio e o nosso escudo”. Temos de gritar por Ele, assim como fazemos quando estamos diante de um perigo ou levamos um susto e gritamos: “Meu Deus!”, “Nossa Senhora!”.

Na hora da luta, da dificuldade, o melhor é chamar por esse bom Pai: “Vem em meu socorro!”. Entretanto, não podemos começar o nosso relacionamento com Deus apenas no Céu, na outra vida. O Céu começa aqui na Terra, onde se conquista a vida eterna. Desse modo, devemos aprender a nos relacionar com Deus como um bom filho se relaciona bem com seu pai, senta para conversar, conta casos e piadas, ri, chora, escuta os conselhos do pai, obedece suas ordens; faz tudo para alegrá-lo.

Na hora dos problemas – e todos os têm – precisamos ter uma conversa amiga com Deus, nosso Pai. Talvez não consigamos entender tudo o que Ele nos diz, mas certamente Ele nos guiará, porque está presente.

Às vezes, Deus nos arranca pelos cabelos de um terrível redemoinho que quer nos engolir, mas não devemos ficar assustados. Na verdade, Ele está impedindo que os redemoinhos dos problemas e dos pecados nos arrastem para dentro deles.

Assim, muitas vezes Ele precisa nos podar – cortar a nossa ganância, ambição, soberba, autossuficiência, arrogância, prepotência – para não sermos engolidos por esse turbilhão.

Seu irmão,
Wellington Jardim (Eto)
Cofundador da Comunidade Canção Nova e administrador da FJPII

 

Adquira os livros de Wellington Jardim (Eto):

Animados    Administrar    Se Deus

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.